Notícias

Serra é campeã em exportação de rochas ornamentais e prevê crescimento do setor

Serra é campeã em exportação de rochas ornamentais e prevê crescimento do setor


 

Estima-se a presença de mais de 1.600 empresas ligadas ao setor de rochas ornamentais no Estado, sendo que mais de 200 delas estão localizadas na Serra.

 
A Serra é campeã, novamente, em exportação de rochas ornamentais no Espírito Santo e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (Sedec) prevê crescimento do setor e fortalecimento da economia local em 2020.
 
Estima-se a presença de mais de 1.600 empresas ligadas ao setor de rochas ornamentais no Estado, sendo que mais de 200 delas estão localizadas na Serra. São empresas de diversos ramos de atividade: área produtiva, insumos, comércio, serviços, etc.
 
“A Serra se mantém como o município líder na exportação de blocos e chapas no Espírito Santo. Em 2019, o município exportou US$ 256 milhões em rochas ornamentais, sendo US$ 220,7 milhões em chapas e US$ 35,3 milhões em blocos. Isso corresponde a 25,3 % do mercado capixaba. Na Serra, em 2019, houve um crescimento das exportações de 7% em relação a 2018, e as expectativas para esse ano é de fortalecimento do setor”, informou o secretário de Desenvolvimento Econômico da Serra, José Eduardo Azevedo.
 
Segundo Azevedo, o município mantém com folga a primeira posição, à frente de Cachoeiro de Itapemirim, que vem em segundo lugar na comercialização de blocos e chapas no Estado. “Líder nacional nas exportações com mais de 82%, o Espírito Santo envia mármores, granitos e outras rochas naturais para os cinco continentes. E a Serra é responsável por 25,3 % desse mercado, ficando à frente de Cachoeiro de Itapemirim, com 19,5%”.
 
O secretário da pasta destaca, ainda, a tradição da Serra no setor e reforça a importância da logística para o desenvolvimento da atividade econômica. “Ao competir no mercado internacional é extremamente importante um bom sistema logístico. E por isso a Serra tem articulado a realização de obras federais e estaduais para melhorar a sua logística e realizado diretamente obras nas vias municiais. Entre as grandes obras citamos a do Contorno do Mestre Álvaro, que levará desenvolvimento para muitas regiões, a construção da nova rotatória de Maringá e a rotatória do hospital Dório Silva”.
 
Segundo Azevedo, a gestão do prefeito Audifax tem trabalhado para traçar parcerias construtivas em prol de objetivos comuns. "Além dos investimentos em obras públicas, temos traçado parcerias contínuas para facilitar a vida dos empreendedores na cidade. Não existe caminho melhor do que o trabalho em sinergia entre a sociedade civil, academia, empresas e o setor público”, finalizou.
 
Saiba mais: 
 
As exportações capixabas:  registraram um aumento de 4,43% no faturamento, o equivalente a quase US$ 828 milhões, comparando o ano de 2019 com o ano anterior. Os principais destinos das rochas brasileiras em 2019 foram Estados Unidos, China, Itália, México e Reino Unido.
 
Principais estados exportadores (%):
Espírito Santo: 82,7
Minas Gerais: 11,4
Ceará: 1,4
Rio Grande do Norte: 1,3
Paraíba: 0,8
 
 
Principais municípios exportadores (%):
Serra – ES: 25,3
Cachoeiro de Itapemirim – ES: 19,5
Barra de São Francisco – ES: 13,0
São Domingos do Norte – ES: 4,3
Castelo – ES: 3,2
Dados: SindiRochasES

De: 07/02/2020
Por: Iá Comunicação

LEIA +


Filtrar por data
até Filtrar por assunto

PUBLICIDADE